5.0 de 1 votos | Pontuação Máxima: 5

Seguro com Franquia: é melhor?

Quando você for contratar o seguro para seu automóvel, saiba que existirá uma taxa que você terá que pagar por cada conserto que seu veículo precisar. Como assim? O nome desta taxa é franquia e representa a parte em dinheiro que você deverá pagar para consertar as avarias do seu carro, em cada sinistro que ocorrer.

Contudo, não desespere. Neste artigo, você vai entender a função da franquia, os tipos de taxas existentes e qual a melhor opção conforme seu perfil.

Antes de fechar o seu seguro auto por aí, cote aqui na Compareemcasa. Afinal é grátis e fácil. Você precisa somente informar alguns dados básicos do carro e alguns outros dados pessoais. Com isso você poderá acompanhar o seguro de carros online.

O QUE SIGNIFICA

A franquia é um montante estipulado na apólice e corresponde à parte do prejuízo do sinistro que o segurado deverá pagar. Em outras palavras, é a co-participação do segurado em caso de ocorrência de sinistro. Isto significa o seguinte: sempre que o veículo sofrer algum dano ou precisar de algum conserto (isto é, nos casos de perda parcial), o segurado deverá pagar parte do orçamento. Todo o valor restante que ultrapassar sua “participação obrigatória” (ou seja, a franquia) será pago pela companhia de seguros. Se os custos de reparação ficarem por baixo da franquia, a seguradora não terá nenhuma participação no sinistro.

VAMOS EXEMPLIFICAR

Se você tiver contratado um seguro com uma franquia de R$ 2 mil, você será responsável pelo pagamento dos gastos de reparos até esse valor. Se o prejuízo for de R$ 5 mil, você deverá pagar os R$ 2 mil que correspondem à franquia e a seguradora pagará os R$ 3 mil restantes. Por outra parte, se os custos fossem inferiores a R$ 2 mil, a responsabilidade pelo pagamento é exclusiva do segurado.

TIPOS DE FRANQUIA

Existem três tipos diferentes de franquia: reduzida, normal e majorada. Vamos entender qual a diferença entre cada uma delas e qual é melhor para cada perfil segurado.

1) Franquia Normal ou Obrigatória: é a franquia padrão e a mais oferecida pelas seguradoras. Este tipo de co-participação é calculado com base no tipo e valor do veículo segurado. Se você contratar um seguro com franquia normal, o valor do premio é mais reduzido, porém, o valor da franquia é maior.

DICA: se você não costumar o acionar o seguro ou for contratar pela primeira vez, escolha este tipo de franquia. Desta forma, você poderá proteger seu carro com uma cobertura bem acessível ao seu bolso.

2) Franquia Reduzida: este tipo de franquia é mais barata do que a franquia normal (normalmente 50%). Contudo, o valor do seguro será maior, já que o segurado participa em menor grau nos gastos decorrentes de sinistro.

DICA: se você utilizar o seguro com frequencia, porque deixa seu carro estacionado na rua, costuma dirigir em estrada ou adora colocar o pé no acelerador, este tipo de franquia será a mais indicada. O valor do seguro será mais alto, mas se precisar ir na oficina, a sua participação no orçamento será bem menor.

3) Franquia Majorada: este tipo de franquia costuma custar o dobro da franquia básica (200 %). Neste caso, a participação do segurado em caso de prejuízo é muito maior. A vantagem é que o prêmio diminui consideravelmente seu valor.

DICA: este é o tipo de franquia ideal para quem possuem carros de passeio, que são usados apenas eventualmente. Da mesma forma, condutores prudentes, que raramente batem seu carro ou nunca foram roubados podem optar por pela franquia ampliada.

SEMPRE DEVO PAGAR FRANQUIA?

Não, a franquia somente é aplicada em caso de perda parcial. Caso seu carro sofra um incêndio, explosão, seja atingido por um raio ou tenha perda parcial com indenização integral (em caso de colisão ou roubo), você não deverá pagar nenhuma franquia. Para ser mais específicos: se seu veículo for roubado e não for mais achado ou se sofrer um acidente que avarie o carro a ponto de não ter mais recuperação, ambas as situações são consideradas perda total. Portanto, a seguradora é obrigada a devolver o valor do veículo sem aplicar a franquia.

Portanto, na hora de contratar seu seguro, solicite várias cotações para avaliar qual seguradora oferece a melhor combinação entre o valor da apólice e o valor da franquia. Além do mais, consulte seu corretor para saber qual o tipo de franquia aconselhável para o tipo de risco ao qual você normalmente submete seu veículo. Desta forma, você poderá encontrar o seguro na medida certa para suas necessidades, ritmo de vida e orçamento.