Como escolher o carro certo para transportar a família? Sem lugar a dúvidas, as exigências são outras, portanto, fatores como a segurança, o espaço interno e o conforto serão prioritários na hora de tomar uma decisão. A seguir, conheça algumas dicas que irão ajudá-lo a fazer a escolha certa.

Segurança
A segurança da nossa família é um dos aspectos primordiais na hora de escolher o melhor carro. Todos os veículos novos vendidos no Brasil desde o ano passado devem vir com airbags frontais e freios ABS de série. No entanto, existem modelos que vão mais além do que a lei obriga. Assim, pais com filhos pequenos podem achar uma boa opção de compra aqueles veículos que contam com Isofix, um dos sistemas mais atuais para a fixação das cadeirinhas de criança ao banco traseiro do automóvel.

Espaço interno
E por falar em pais e filhos, é muito importante pensar em todos os elementos a mais que você deverá levar no carro na hora de viajar com crianças. Portanto, o tamanho do porta-malas vai ser fundamental. Mochilas, brinquedos, o skate e até mesmo o carrinho de bebê: para carregar tudo isso e não morrer na tentativa, seu carro deverá contar com um porta-malas não só com profundidade, mas também com altura. Outro aspecto a levar em consideração é checar se o espaço entre o banco do motorista e a cadeirinha é suficiente para que ambos – quem dirige e o bebê - possam viajar confortavelmente.

Conforto
Quando o assunto é família na estrada, “o que abunda não prejudica”. Portanto, é aconselhável escolher um carro equipado com itens que consigam tornar a viagem mais confortável, como ar-condicionado e Central Multimídia, o acessório ideal para entreter e acalmar a criançada. Além disso, há vários modelos de DVD player que vêm de fábrica, fixados no teto do automóvel ou nos encostos de cabeça.

Peruas, minivans e sedãs são as melhores opções de carro familiar . Além de serem espaçosos, têm fácil acesso ao porta-malas e costumam ser veículos equipados com mais itens de segurança e conforto. Portanto, na hora de escolher seu veículo, abra mão dos seus desejos e pense nas reais necessidades da sua família.